sexta-feira, 2 de abril de 2010

Estrela da Morte esconde um simpático Pac-Man




A ideia dos astrônomos que estudam Saturno e seu sistema de luas era mapear a distribuição de temperaturas sobre a superfície de Mimas. Apesar de tal coisa nunca ter sido feita antes, esperava-se que onde o Sol batesse diretamente (em outras palavras, onde fosse meio-dia) a temperatura fosse mais alta. Conforme a distância desse ponto fosse aumentando, a temperatura iria caindo, tudo como a figura simulada no alto à esquerda da imagem acima. Nela, o símbolo do Sol indica o ponto onde é meio-dia. Mas o que se observou foi justamente o mapa à direita da figura, com o calor concentrado em um dos lados de Mimas, onde seria o período da manhã ainda! Quer dizer, amanhece bem quente e ao meio-dia a temperatura já caiu aos valores do entardecer.

Na linha de baixo, a figura à esquerda mostra Mimas observada na luz visível, para localizar os principais acidentes topográficos. À direita está a combinação do mapa de calor com o mapa dos acidentes geográficos e o resultado é que a Estrela da Morte, como Mimas foi apelidada, torna-se o saudoso “Pac-Man” comendo um ponto.

Esse mapa é tão bizarro que ninguém tem uma explicação para essa distribuição. Claro, sabe-se que ela tem a ver com o tipo e a textura do material do solo. Por exemplo, o gelo denso absorve e rapidamente conduz o calor para longe, já o gelo moído pelo impacto de pequenos meteoros serve muito bem como isolante térmico. Existem regiões onde o calor rapidamente se difunde, mas existem regiões onde ele fica aprisionado por mais tempo.

Também chama a atenção a mancha quente (a uns 190 graus negativos!) na imensa cratera de Herschel, justamente onde o Pac-Man está se alimentando. Esse caso já era esperado de alguma maneira, afirma John Spencer, que trabalhou nesses dados, pois as paredes da cratera agem de maneira a proteger o calor. Mas, a surpresa nesse caso foi descobrir, a partir de imagens complementares, que as bordas da cratera são em forma de um “V” bem pronunciado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário