sábado, 16 de março de 2013

Gênios da Ciência: Nicolau Copérnico


Nicolau Copérnico foi um astrônomo e matemático polaco. Ele quem desenvolveu o modelo heliocêntrico do Sistema Solar. Copérnico era também astrólogo, médico, jurista, governador e administrador. Sua teoria heliocentrista, a qual colocou o Sol no centro do Sistema Solar, é considerada uma das mais importantes hipóteses científicas de todos os tempos. Foi o ponto de partida para a astronomia moderna. Escreveu um importante livro chamado ''De revolutionibus orbium coelestium'' ("Da revolução de esferas celestes"), durante o ano de sua morte, 1543. As principais partes da teoria de Copérnico são:
- Os movimentos dos astros são uniformes, eternos, circulares ou uma composição de vários círculos (epiciclos).
- O centro do universo é perto do Sol.
- Perto do Sol, em ordem, estão Mercúrio, Vênus, Terra, Lua, Marte, Júpiter, Saturno, e as estrelas fixas.
- A Terra tem três movimentos: rotação diária, volta anual, e inclinação anual de seu eixo.
- O movimento retrógrado dos planetas é explicado pelo movimento da Terra.
- A distância da Terra ao Sol é pequena se comparada à distância às estrelas.
Apesar de ser o desenvolvedor da teoria heliocêntrica, a mesma não conseguiu muitos seguidores de imediato. E existem várias explicações para isso.
Primeira: sua teoria ainda estava incompleta, por isso, de início, não gerou tantas controvérsias.
Segunda: Copérnico parecia crer que os planetas possuíam órbitas circulares perfeitas (o que na verdade são elipses).
Terceira: Ele não foi capaz de explicar o movimento dos cometas.
Quarta: Copérnico só teve sua obra publicada no ano de sua morte, por isso nunca precisou suportar as críticas feitas à sua teoria.
Enfim, a teoria de Copérnico não explicou nada que a teoria geocêntrica já não fosse capaz de provar.
Depois de sua morte, o heliocentrismo foi sustentado por outros cientistas importantes (que vieram a melhorá-lo) antes de ser totalmente aceito, como Galileu Galilei, Johannes Kepler, entre outros.
A teoria geocêntrica (que colocava a Terra como centro do universo e o Sol e os outros planetas girando ao redor dela), derrubada pela heliocêntrica, era sustentada por Ptolomeu, Aristóteles, entre outros cientistas que também foram extremamente importantes para a história da astronomia.

terça-feira, 12 de março de 2013

NASA encontra condições favoráveis à vida microbiana em Marte!

Imagem do buraco cavado pela Curiosity, divulgada pela NASA . Foto: Nasa

O jipe-robô Curiosity fez uma super descoberta: ao perfurar uma rocha marciana e fazer sua análise química, confirmou que a superfície do planeta possui minerais e água em quantidade suficiente para abrigar vida microbiana.
A missão já pode ser considerada um sucesso: antes mesmo de chegar ao Monte Sharp (seu objetivo), o jipe-robô fez a grande descoberta sobre o solo marciano.
Entre os elementos descobertos em uma rocha, estão nitrogênio (N²), oxigênio (O²), hidrogênio (H²), fósforo (P), enxofre (S) e carbono (C), todos os ''ingredientes'' vitais para o desenvolvimento de vida bacteriana e outros organismos. Além de tudo isso, as rochas também continham argila, o que significa que foram formadas em um ambiente aquoso, com pH neutro e quantidades ideais de sais.
John Grotzinger, diretor da missão Curiosity no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA afirma: ''Encontramos um ambiente tão benigno e propício à vida que se esta água estivesse disponível, alguém que estivesse em Marte poderia bebê-la."
No entanto, a análise não chegou a confirmar a existência de compostos orgânicos imprescindíveis para a vida tal qual a conhecemos aqui na Terra. Mas os cientistas têm esperança de resolver essa questão.

terça-feira, 5 de março de 2013

Colisão com Marte

Um grande cometa está indo em direção a Marte. Se houver a colisão com o planeta vermelho, será um evento de mesma escala do impacto que ocorreu aqui na Terra há 65 milhões de anos (em que os dinossauros foram extintos).
Talvez esse choque ocorra em 2014. Imagine como será a vista daqui desse impacto! Pobre Curiosity...